7 dicas práticas para combater a procrastinação

Sabe aquela sensação de quando se sente pronto para aceitar um novo desafio? É tomado por uma onda de motivação e entusiasmo e assume um compromisso a que tenciona manter-se totalmente fiel. Soa familiar?

Inicialmente está tudo a correr bem, talvez até melhor do que planeado, e sente-se contente. A dopamina entra em ação!

Depois dessa fase precoce, começa a sentir a motivação a decair que pode ser o resultado de vários fatores, por exemplo se está em teletrabalho pode ter notado um decréscimo na sua motivação e produtividade. Continuar o seu projeto não parece tão fácil como outrora e tem de se esforçar para manter-se fiel ao objetivo. 

Eventualmente, a procrastinação começa a apoderar-se de si e a sua visão a ficar pelo caminho. A procrastinação é um hábito contraprodutivo tão enraizado no ser humano que muitas vezes chega a impedir a realização de tarefas diárias, objetivos a curto e longo prazo, e até mesmo os sonhos de uma vida.

Para contrariar esta tendência, neste artigo vamos partilhar 7 dicas para ajudá-lo a manter-se motivado, mesmo quando lhe apetece desistir do seu objetivo. 

1. Reconecte-se com o seu porquê

Em primeiro lugar, uma das melhores coisas que pode fazer é desencadear motivação intrínseca, a motivação que vem de dentro.

Tire um tempo intencional para relembrar-se do seu porquê. Porque se sentiu entusiasmado com o seu objetivo? Porque é que queria cumpri-lo? Porque é que é importante para si?

Se quer recuperar a tua motivação, então volte ao início. Pense porque é que o seu objetivo é valioso para si e o que significa para a sua vida manter-se comprometido com a sua realização.

Se o seu objetivo for cumprir uma tarefa do seu trabalho que está a adiar ou recomeçar um projeto que deixou inacabado, pense na sensação positiva que irá experienciar ao ter cumprido finalmente esse objetivo.

2. Pare de esperar pela motivação

A motivação não cai do céu. Ficar sentado à espera que a motivação chegue até si é uma batalha perdida.

A motivação é “motivo para ação”, uma razão para fazer alguma coisa. Mas a motivação nem sempre precede a ação, às vezes é preciso agir primeiro.

Comece por algo pequeno. Às vezes, ter planos muito ambiciosos pode ser um motivo para desmotivação. Não há problema em sonhar alto, o problema é ficar frustrado por não conseguir alcançar aquilo que sonhou. Se sonhar um pouquinho mais baixo numa fase inicial e executar tarefas tangíveis, passará a ficar mais motivado, pois será capaz de concluí-las com êxito.

3. Siga o plano e não o seu estado de espírito

Se se basear no seu estado de espírito para tomar medidas, pode muito bem nunca realizar o seu plano.

Não acredite totalmente nos seus sentimentos, nem sempre estão a dizer a verdade. Se está propenso a não fazer o que definiu que iria fazer, então esta é uma boa técnica para dominar.

Quando o seu plano é demasiado amplo, torna-se avassalador e difícil de alcançar. Tente dividir o objetivo geral em pequenos passos. Ao realizar um plano e segui-lo, mesmo quando se sente desmotivado, a chance de alcançar o objetivo é muito maior.

7 dicas práticas para combater a procrastinação

4. Partilhe os seus projetos

Partilhe os seus planos com alguém! O sentido de responsabilidade pode ajudar a recuperar a motivação.

Partilhar o seu calendário ou fazer check-ins semanais com um colega ou amigo é uma boa técnica para sentir-se mais motivado. Também pode aumentar a diversão ao ter outra pessoa envolvida no seu projeto.

Ganha mais clareza sobre seu objetivo e em como alcançá-lo ao falar sobre ele em voz alta. Conversar com alguém sobre o seu projeto pode ajudá-lo a clarificar e a definir melhor o seu plano de ação.

Se não partilhou a sua visão ou os seus objetivos com outros, pense bem no que o está a impedir e o que pode fazer para ultrapassar esse obstáculo.

5. Não se martirize

Não seja tão duro consigo mesmo. A falta de motivação que pode sentir não reflete o seu valor pessoal. Está simplesmente a sentir uma queda na motivação e precisa de fazer alguns ajustes para voltar aos eixos.

Sentir-se culpado pelas escolhas que faz vai causar stress desnecessário que conduz à mentalidade negativa, que só leva a sentir-se ainda mais culpado.

 Não torne isto pessoal. Quanto mais se martiriza, pior se sente; quanto pior se sente, menos motivação tem para realizar as tarefas que pretende. É um ciclo vicioso.

6. Reconheça os seus padrões de pensamento

Certifique-se de que não está a desenvolver padrões de pensamento que o levam a comparar-se a outros e dizer a si mesmo que não é bom o suficiente. Essa não é a sua voz, é o seu medo a falar.

Aprender a não ficar preso em pensamentos negativos é uma habilidade essencial para o ajudar a cumprir os seus objetivos.

Não se subestime! Pergunte a si mesmo: está a autossabotar-se? Se concluir que sim, faça escolhas conscientes para contrariar esses pensamentos negativos. Cada vez que pensar: “Não sou capaz”, lembre-se do seu Porquê.

7. Anote todos os seus objetivos

Agende o que precisa de fazer e quando. Saber que tem um plano definido e detalhado pode ajudá-lo a se sentir-se melhor sobre si mesmo.

É mais provável que cumpra um plano se o tiver anotado na sua agenda.

Acompanhar as coisas que precisamos de fazer e manter-nos organizados pode ser uma luta diária. É tão fácil distrairmo-nos, principalmente quando toda a nossa informação está dispersa por diferentes dispositivos e ferramentas online. Como resultado, os projetos demoram mais tempo a terminar e desperdiçamos o nosso tempo precioso todos os dias.

A plataforma de colaboração Airdesk permite trabalhar melhor, mais rapidamente e com maior versatilidade. Ao acompanhar todos os seus projetos, tarefas, negócios e registos de tempo, irá sentir-se em controlo e mais motivado para cumprir os seus objetivos a curto e longo prazo. 

7 dicas práticas para combater a procrastinação

 

A falta de motivação que sente neste momento não significa que o seu objetivo não seja importante para si. Está um passo à frente porque carregou neste artigo, o que significa que quer saber como restaurar a sua motivação. Adquirir o conhecimento é apenas uma parte da batalha, a próxima parte é tomar medidas. Esta parte depende apenas de si. Por onde vai começar?